Cenas Memoráveis - Especial HQ

X-Men 2 (2003)

Em 2000, o filme que de o ponta-pé para a invasão de adaptações de quadrinhos foi X-Men. Dirigido por Bryan Singer, o longa mostrou que dava pra fazer um filme sério com personagens de HQ (já que a lembrança mais fresca na mente do grande público era Batman & Robin). Mas faltava algo na versão cinematográfica dos mutantes. E não eram os uniformes coloridos.

Então, em 2003, a Fox lança X-Men 2. E na cena inicial, de cerca de 3 minutos, aquilo que faltava no primeiro, era mostrado com enorme competência agora. A sequência da invasão de Noturno a Casa Branca proporciona um sentimento parecido com que se tem num passeio de Montanha Russa. Começa te preparando, bem calmamente, quando de repente, com a ajuda de Dies Irae de Mozart de trilha sonora, explode a ação, com câmera passeando pelos corredores da residencia oficial do presidente norte-americano, acompanhado, hora os seguranças, hora o mutante, que se teleporta de um canto pra outro em ritmo alucinado.

O próprio diretor acabou dando declarações dizendo que o primeiro filme foi um experimento, praticamente um "trailer" do que viria a ser o segundo. E, de certa forma, é até correto dizer isso. Em X-Men 2 tudo está maior e melhor. Hugh Jackman como Wolverine, finalmente encontrou o personagem, Famke Jansen como Jean Grey está espetacular, além da interpretação de Ian McKellen como Magneto, muito mais solta da que o ator entregara na primeira vez. E, ainda, o maior trunfo desta continuação é conseguir dar importância a todos os personagens que aparecem na tela, diferente do que foi o terceiro filme, em que mutantes aparecem por 5 segundos apenas para agradar uma meia dúzia de fãs que queriam ver versões cinematográficas de seus personagens favoritos.


Continua...

Humor: Hulk Espartano

Hulk estilo Leônidas (clique na figura pra ver em tamanho grande).
*Baseado em idéia de Juliane ;)
Continua...
 
Copyright (c) 2010 Blogger templates by Bloggermint