Crítica: Star Wars - Clone Wars

Quando resolveu fazer a nova trilogia da sua saga espacial, George Lucas sabia que teria de explicar o que foram as Guerras Clone, citadas no primeiro Star Wars, em 1977. Porém, como, na opinião do próprio diretor, a batalha não tinha nada de relevante para Anakin Skywalker, ela não ganhou, nos filmes, um grande espaço. Vemos seu início em Episódio II e seu desfecho em Episódio III, mas o que se passou entre os dois filmes ficou a cargo do universo expandido mostrar. Uma série em quadrinhos foi lançada e mais tarde, uma animação do Cartoon Network, que serviu de ponte entre os dois episódios de cinema. Agora, Lucas resolve mostrar mais um pouco da Guerra com a animação Clone Wars,que estreou nos cinemas semana retrasada. Na verdade o filme é o piloto de um seriado que chega na TV norte-americana neste setembro e no Brasil em janeiro do ano que vem.

Dito isso, é também interessante esclarecer que, embora tendo a televisão como mídia principal, a qualidade técnica da animação é superior a qualquer seriado do gênero. Porém, nem de longe parece ter sido feita pra cinema. Não vá esperando o primor da Pixar ou as texturas da Dreamworks. Por outro lado, o visual dos personagens, cartunesco ao extremo é um ponto mais do que positivo, principalmente para disfarçar certas “falhas”.

Quanto a história, bem, pode-se dizer que se mantém fiel ao espírito de aventura descompromissada que originou Star Wars no final da década de 70. Mas, com o teor dos temas voltado a um público bem mais jovem. Contudo, se serve de consolo, em momento algum, Clone Wars é ”infantilóide”. Não subestima a inteligência das crianças, e só isso já vale o preço do ingresso. Outra vantagem da história é mostrar certos aspectos sobre o clã dos Hutt, incluindo Jabba, que só haviam sido vistos por quem acompanha os livros ou HQs.

Mas, se o filme deixa a desejar, é justamente por não ser um “filme”. O final deixa ganchos para os episódios de TV, o que pode desagradar quem esperava ver mais um capítulo de Star Wars. Na verdade foi apenas o começo, uma bela jogada pra criar novos fãs, coisa que Lucas faz muito bem. Agora é esperar pra saber se teremos histórias dignas dos personagens e que consigam redimir os erros dos mais recentes episódios da saga.
Continua...
 
Copyright (c) 2010 Blogger templates by Bloggermint