Cenas Memoráveis - Especial 007

007 - Permissão para Matar (1989)
Aqui é onde James Bond finalmente volta a ter um pouco de dignidade na telona, depois da fase galhofa de Roger Moore. Mas, os tempos eram outros e exatamente os motivos que fizeram de Cassino Royale um sucesso arrebatador em 2006, fizeram de Permissão para Matar um fracasso. Não de público, mas de crítica. Ninguém estava preparado para um 007 mais sério, movido pela vingança e violento. A interpretação de Timothy Dalton foi muito criticada, mas era o mais próximo do que o personagem é nos livros.

Dalton é um ator de formação Shakespeariana, ao contrário de Sean Connery (foi leiteiro e caminhoneiro), Roger Moore (oriundo da TV) e George Lazenby (modelo). Quando o papel de 007 lhe caiu no colo, sua exigência foi, conhecendo o personagem, que os filmes passassem a ser mais fiéis aos livros. Em sua primeira aventura (007 - Marcado para Morte), Dalton já mostrava nuances do que ele imaginava para Bond. Ele trouxe de volta o cigarro ao personagem, o deixou mais frio e calculista, mas o mais impressionante, conseguiu mesclar isso com o charme que Connery deu ao agente secreto, principalmente a partir de 007 contra Goldfinger.

Garantiu mais uma produção na pele de 007. Mas a mudança de um filme pra outro é tão drástica que provavelmente assustou os fãs quando foi lançado. A única sequência realmente "viagem" é a de pré-créditos, em que Bond "pesca" um avião. É uma cena emblemática, que representa tudo que Dalton não queria para o personagem, mas que os fãs se acostumaram tanto que precisaram de um filme extremamente centrado em bugigangas e palhaçadas mentirosas pra perceberem que o agente britânico é muito mais que isso. Mas isso fica pro próximo post. Enquanto isso, assistam a cena memorável de hoje, exatamente a pré-créditos de 007 - Permissão para Matar.

Continua...
 
Copyright (c) 2010 Blogger templates by Bloggermint