Rapidinhas

Mais algumas minirresenhas pra vocês:

Repo Men - Os Coletores (2010) - Eu não esperava grande coisa desse filme, que tem Jude Law e Alice Braga no elenco. Na história, Law é um Repo, coletor de órgãos artificiais da megacorporação Union. Se quem adquiriu um pulmão, por exemplo, fica sem pagar a parcela, Law é um dos caras que vai entrar na casa da pessoa, dopá-la e tirar o órgão sem se importar se o coitado inadimplente precisa daquilo pra continuar vivo. O que me surpreendeu foi a maneira irônica que o diretor Miguel Sapochnik trata o tema, fazendo lembrar os bons dias de Paul Verhoeven em Robocop e Total Recall. Repo Men por sinal poderia muito bem ser a história de algum conto de Philip Dick. Além de toda a crítica a sociedade de consumo, o filme conta com momentos inspirados como uma "homenagem" a Old Boy e uma sequência muito bem filmada que deveria ser nojenta e acaba sendo até poética no final.

O Escritor Fantasma (2010) - Roman Polanski é um diretor que não precisa provar mais nada (como profissional e não pra justiça norte-americana). E mesmo assim, segue fazendo bons filmes. Esse último, um thriller que faria Hitchcock ficar orgulhoso. Ewan McGregor é o jovem escritor contratado para ser o "fantasma" do ex-primeiro ministro britânico Adam Lang, vivido por Pierce Brosnan. Essa é a designição de escritores anônimos que redigem as "autobiografias" que inundam livrarias mundo afora. Como o típico sujeito errado na situação errada, o personagem de McGregor acaba descobrindo o que não devia e se vê no meio do que pode ser uma conspiração política constrangedora pra Inglaterra. Esse filme é uma das melhores obras de 2010, com uma excelente trilha, um roteiro envolvente e uma sequência final que é uma aula de direção. Uma pena produções assim passarem quase desapercebidas pelos cinemas.

Ipcress - Arquivo Confidencial (1965) - No auge da fama de James Bond, um dos produtores da série, Harry Saltzman decidiu investir em outro agente secreto pra ser levado às telas: Harry Palmer, criação do escritor Len Deighton. O diferencial é que Palmer é praticamente um anti-Bond. Sem as pirotecnias da série 007, Ipcress mostra o agente interpretado por Michael Caine investigando o sequestro de um cientista britânico. No meio da investigação, uma possível conspiração envolvendo lavagem cerebral. Está em 59º lugar na lista dos 100 melhores filmes britânicos de todos os tempos, organizada pela BFI. Ganhou mais duas continuações igualmente interessantes: Funeral em Berlin e o Cérebro de Um Bilhão de Dólares.
Continua...
 
Copyright (c) 2010 Blogger templates by Bloggermint