Crítica DVD: Homem de Ferro 2 – Edição Especial 2 Discos

Como fiquei devendo a resenha quando estreou, aqui vai a do DVD, com algumas opiniões sobre Homem de Ferro 2. Porém, a crítica é reservada ao produto e não ao filme.Ah e desculpem as fotos, minha câmera resolveu entrar em coma... :(

Começando no começo: EMBALAGEM

Continuando o que já virou tradição nos DVDs da Paramount, essa edição especial de Homem de Ferro vem envolta em uma luva muito bonita com impressão de efeito metalizado e em alto relevo. Vale destacar a qualidade de impressão, muito melhor que a do primeiro filme (que apresenta sinais de desgaste depois de algum tempo se não for bem guardada). Abrigando o filme, uma embalagem Amaray branca transparente que poderia ter sido melhor aproveitada se a capa do DVD tivesse impressa no verso alguma imagem ou até mesmo a descrição dos capítulos.

Embalagem transparente mal aproveitada

DISCO 1 – O filme

Homem de Ferro 2 continua, com a mesma competência do original, a história de Tony Stark (Robert Downey Jr.), o herói playboy, com crise de meia idade e meio irresponsável, cuja existência se torna o estopim para algo muito maior: a criação dos Vingadores, o super-grupo da Marvel. Agora temos mais participação de Nick Fury (Samuel L. Jackson) e a estreia de mais uma personagem da editora, a Viúva Negra, interpretada por Scarlett Johansson, além do Ten. James Rhodes, amigo de Stark interpretado agora por Don Cheadle, que toma pra si um protótipo da armadura original do Homem de Ferro e se torna o Máquina de Guerra. Em conjunto, eles precisam impedir a ameaça da vez, o vilão vivido por Mickey Rourke.

Imagem: A transferência em vídeo do DVD está ótima. A Paramount novamente da um show na codificação e a imagem, que já é ajudada pela fotografia impecável e sem muitos artefatos (reforçando a ideia de que este é um filme de quadrinhos), é cristalina. Claro que aqueles probleminhas de resolução standard sempre aparecem, como o preto não muito sólido e a pixelização de alguns tons de cores, mas nada que atrapalhe a experiência.

Som: Mais um acerto da Paramount, o audio é fantástico e o filme pede isso. As cenas de ação se tornam ainda mais envolventes quando, em uma explosão, você ouve os artefatos sendo jogados pelos cantos da sua sala. Tanto no original em inglês, quanto no dublado em português a experiência é gratificante. Claro que na dublagem perde-se um ou outro efeito da edição de som, mas o filme continua divertido mesmo assim. Vale ressaltar o excelente trabalho de interpretação, principalmente do dublador do Homem de Ferro/ Tony Stark, Marco Ribeiro.

Extra: No Disco 1 o único extra é o comentário do diretor Jon Favreau, sempre bem-humorado e vale por curiosidades sobre background da história e produção.

DISCO 2 – Os extras

Ok, o título deveria ser DISCO 2 – A falta de Extras. Sério, é importante o incentivo ao Blu-Ray, mas isso não pode significar descaso com o DVD, que ainda será a mídia padrão por algum tempo. Pra fazer o COLECIONADOR começar a comprar os filmes na mídia azul, é mais importante o cuidado com o preço, tanto dos filmes quanto do sistema de alta definição que se comparado com preços praticados no exterior, ainda é caro. Os extras são obrigação, principalmente levando em conta o espaço da mídia e o fato do lançamento de EDIÇÕES DE COLECIONADOR. No DVD é a mesma coisa. Se você lança uma edição especial, dê a quem vai pagar 50 reais por ela, algo a mais do que o filme embalado numa luva bonitinha.

O tímido menú do disco 2

Os “extras” de Homem de Ferro 2, somados, chegam a 30 minutos e 21 segundos. O disco 2 se resume a apenas 2 featurettes de bastidores, um com 6 minutos e outro com 8, 10 minutos de cenas deletadas e o clipe da música do AC/DC que faz parte da trilha sonora. E é só. Enquanto no Blu-Ray, só o Making of tem 30 minutos (que ainda conta com uma infinidade de featurettes e cenas adicionais), aqui o disco todo tem essa duração. Pra lançar isso, seria melhor enluvar a edição simples, como foi feito com G.I. Joe.

Avaliação Final: O filme é bom, a imagem e o áudio são excelentes, mas a falta de extras fazem com que o atrativo da Edição Especial seja apenas a sua bonita luva metalizada. Se você é fã do filme, fique com a edição simples ou compre o Blu-Ray pra ter todos os extras que os fãs merecem. Se você é colecionador, vai acabar comprando a versão de dois discos pra combinar com o primeiro filme, esse sim, com suplementos decentes. E, se calhar, vai comprar o azulzinho também.

Continua...
 
Copyright (c) 2010 Blogger templates by Bloggermint