Blogagem Coletiva: que super-herói você gostaria de ser?

O pessoal do Nerddisse promoveu uma ação bem bacana que é a Blogagem Coletiva. Se você tem um blog basta postar um texto com o tema e colocar nos comentários da postagem deste link! Abaixo, minha contribuição ;)

Parece a pergunta mais fácil do mundo. Quem cresceu lendo quadrinhos provavelmente teve um personagem favorito e se imaginou em seu lugar, batendo em criminosos, salvando gatinhos de cima da árvore e ficando com a mocinha nas páginas finais. Mas ser um Super-Herói é muito mais que isso. Se eu dissesse que gostaria de ser o Batman, meu personagem preferido desde que comecei a ler HQs, significa que eu seria rico, teria acesso à mais alta tecnologia disponível e ainda derrotaria bandidos com uma habilidade incrível. Porém, também significaria que eu seria órfão, traumatizado e com um sentimento de culpa que, não importasse o número de criminosos que fossem pra prisão, eu nunca iria superar.

Ser o Superman parece o trabalho mais fácil. Afinal nada o derrota. Bem, não é. Carregar o mundo nas costas e ter a responsabilidade de ser visto como o Salvador da Humanidade com certeza não são tarefas pra mim.

E o que dizer do Homem-Aranha, atualmente tão popular entre as crianças, que se veem subindo paredes e balançando entre prédios. Bom, Peter Parker teve que aprender a mais difícil da lições por conta de um momento de irresponsabilidade e egoísmo. Por conta disso, sente tanta culpa quanto o Batman e carrega tanto peso quanto o Super. Não quero isso. Ninguém quer.

Ser um Herói não significa poder fazer qualquer coisa, mas sim fazer o que é preciso fazer com responsabilidade. Na vida real, já fazemos tantas escolhas erradas e certas, aprendemos com nossas derrapadas e entendemos o tipo de compromisso que temos quando nos é delegado algum tipo de "poder". Só por isso, cada um de nós é um pouco herói a cada dia. Cabe a nós mesmos saber o que devemos fazer com o pouco que temos: educação, gentileza, carinho, consciência do viver em coletivo. São pequenos atos que podem fazer de nós, heróis aos olhos de quem, em algum momento, pode precisar de muito menos do que salvar o mundo, derrotar um vilão intergaláctico ou prender um maníaco homicida com tendências pra comédia. Pense nisso.

Ah e, sim, eu seria o Batman!
Continua...
 
Copyright (c) 2010 Blogger templates by Bloggermint