Cenas Memoráveis: O Iluminado

Dirigido por Stanley Kubrick, O Iluminado é uma adaptação do livro de Stephen King. Então, quando você mistura um gênio do cinema, com um gênio do terror e suspense, o que você tem? Uma obra-prima.

Agora, pra ser ainda melhor, o personagem principal, o atormentado Jack é vivido por ninguém menos que... Jack Nicholson. Então, o que você tem quando uma obra-prima é estrelado por um gênio da interpretação? Você tem um filme único, que entrou pra história de Hollywood, não apenas por suas cenas perturbadoras, filmadas com maestria por Kubrick. Mas pela caracterização de Nicholson, que durante o filme se transforma, de um pacato escritor, a um assassino de sangue frio. Seu sarcasmo na cena a seguir é impagável e não há outra em qualquer filme do gênero que consiga chegar perto do nível de suspense e tensão criado.

Com certeza, uma das cenas de suspense mais famosas do cinema.

Continua...

Christian Bale em Terminator 4?

 

Não há confirmação oficial, mas o site AICN disse que o acordo ja está fechado. Christian Bale, o Batman, estaria no novo filme da franquia, Terminator Salvation: The Future Begins.

Sobre que papel ele faria... parece bem óbvio, não? Bale seria John Connor, o líder humano contra as máquinas.

Dirigido por McG, o novo filme tem estréia prevista para 2009.

Continua...

Gene Simmons fala o que pensa sobre quem faz downloads de música

 

Líder do Kiss, Gene Simmons é também um grande empresário e um grande f.d.p.. Ele mesmo reconhece isso. É só assistir seu seriado a lá The Osbournes. E, agora em uma entrevista à Billboard, vem mais uma comprovação.

Simmons começou falando um pouco sobre o presente e futuro de sua banda. O linguarudo disse que o Kiss vai fazer 15 shows nos Estados Unidos, acompanhando o campeonato de Fórmula Indy, e tem mais seis datas na Austrália e Nova Zelândia, tudo isso para dar apoio ao lançamento do terceiro DVD da Kissology, pacote de pelo menos dez DVDs que sairão nos próximos anos e pretendem contar a história da banda.

Quando perguntado sobre a possibilidade do Kiss voltar a estúdio em um futuro próximo, ele praticamente disse para os fãs perderem as esperanças. E a culpa é de quem baixa música ilegalmente pela Internet. Em suas palavras: "A indústria fonográfica está uma grande bagunça. Eu previ isso quando a garotada começou a baixar músicas de graça, disse que eles eram uns ladrões. Eu disse a todo selo e gravadora com os quais falei que eles haviam acendido o pavio de sua própria bomba e que ela explodiria embaixo deles e os mandaria para a rua".

"Não há nada em mim que queira entrar em estúdio e gravar novas músicas", continuou. "Como você vai comercializá-la? Como você será pago por ela se as pessoas podem obtê-la de graça? Eu lançarei um box set de Gene Simmons chamado Monster, uma coletânea de 150 músicas inéditas. E ano que vem faremos o mesmo com material do Kiss. Mas o fato é que a indústria fonográfica não tem a mínima idéia de como fazer dinheiro. E é culpa deles mesmos por deixarem as raposas entrarem no galinheiro e depois ficar pensando no porquê de não haver mais ovos ou galinhas. Cada guri de colégio, cada um desses folgados deveria ser processado até sumir da face da Terra. [A justiça] deveria ter tomado seus carros e casas logo no começo. Isso não me afeta de verdade, mas imagine a situação de uma banda nova, com o sonho de se apresentar ao vivo e gravar seu próprio álbum. Elas podem esquecer isso."

Questionado sobre as novas maneiras procuradas por bandas como Radiohead e Trent Reznor de comercializar suas músicas, Simmons continuou taxativo: "Isso não conta. Você não pode usar uma pessoa como exceção. E esse não é um modelo de negócios que funcione. Eu abro uma loja e digo 'entre e pague o quanto quiser'. Você está doido? Acredita mesmo que esse modelo de negócios funcione?".

O ícone do Kiss também não acredita que seja possível uma banda viver apenas de shows e merchandising, deixando que sua música seja baixada de graça. "Bom, esse é o erro mais estúpido que se pode cometer. A parte mais importante é a música. Sem isso, pra que se preocupar? Até mesmo a idéia de dar música de graça torna mais fácil fazê-lo. A única razão do ouro ser caro é porque todos concordamos com isso. Não há uma razão lógica para isso, exceto que todos concordamos e aceitamos a idéia de que o ouro custe uma certa quantia de dinheiro. Assim que você der às pessoas uma idéia que se desvie disso, há caos e anarquia. E é isso o que está acontecendo [com a indústria fonográfica]".

Tá bom, Sr. Simmons... uma banda não consegue viver de merchandising? Então, o que exatamente o Kiss faz para sobreviver? Lançar máquinas de fliperama, parques de diversão, camisinhas e caixão com a marca Kiss é o quê, então? E não vem com esse papo de que o Kiss não entra em estúdio por causa de música ilegal. Isso é conversa mole. Paul Stanley, o outro dono da banda já disse que não entra em estúdio porque as composições atuais do Kiss não são boas como antigamente e que não vale a pena lançar uma coisa de um nível inferior ao que os fãs estão acostumados. Pelo menos, esse é sincero!

Continua...
 
Copyright (c) 2010 Blogger templates by Bloggermint