Steve Jobs: 1955 - 2011

Posted on
  • quinta-feira, 6 de outubro de 2011
  • by
  • Alexandre Luiz
  • in
  • Marcadores: ,
  • Sentei à frente do computador com o ituito de escrever algumas palavras sobre Steve Jobs. O homem que criou uma das empresas mais bem sucedidas do mundo, a Apple, faleceu ontem, depois de uma luta de vários anos contra um câncer. Mas, praticamente todos os sites já publicaram um enorme obituário cobrindo os fatos mais marcantes de sua vida, o que faria qualquer tentativa de texto sobre ele, apenas mais uma, entre várias.

    Por isso decidi escrever um pouco, dizendo mais sobre o que Jobs representou e representará para a humanidade. "Nossa, que exagero! Humanidade? Eu nem uso nada da Apple", você pode pensar. Bem, sinto desapontá-lo, mas o impacto da morte de Steve Jobs não cai apenas sobre aqueles que não pensam duas vezes antes de colar um adesivinho da maçã na traseira do carro.

    Jobs representa o que o ser humano tem de melhor: a capacidade de criação. Muitos podem considerar duvidosa a forma como que o criador da Apple trabalhava, mas é inegável a inovação que este mesmo modelo trouxe para a forma como cada um de nós vê o mundo hoje. Dizem que existem dois tipos de pessoas, as que pensam e as que fazem. Jobs era as duas coisas. E praticamente tudo que fez influencia direta ou indiretamente o que fazemos hoje na frente de um computador.

    Sua forma de pensar "fora da caixa" possibilitou incontáveis soluções pra quem sempre teve vontade de criar, mas nunca teve as ferramentas necessárias.

    Se hoje você não precisa de um Mac pra gerar conteúdo é por conta de outras empresas que perceberam o potencial das criações da Apple e tomaram a liberdade para produzir soluções similares.

    Então, quando você ouvir, ou ler, alguém dizendo que Steve Jobs mudou o mundo, não é exagero. E vou além. Quando, no começo do texto, falei sobre o que ele representa para a humanidade, é porquê Jobs deveria ser inspiração pra qualquer pessoa, por ter passado a vida acreditando na capacidade humana para o crescimento. Capacidade que agora, temos obrigação de continuar exercitando. Quando apenas um homem fez o que Jobs fez, a única forma de honrar sua passagem por aqui é mostrar que ele não estava errado e, tentar, pelo menos, usar nossa cabeça pra melhorar essa enorme bola azul em que vivemos. Afinal, como diria aquele belíssimo comercial da Apple (que você pode assistir logo abaixo), "... as pessoas que são loucas o suficiente pra achar que podem mudar o mundo são aquelas que, eventualmente, o mudam mesmo".

    Obrigado, Steve.

    0 comentários:

     
    Copyright (c) 2010 Blogger templates by Bloggermint