Trilhas Marcantes: A Origem (2010)

O trabalho de Hans Zimmer em A Origem, de Christopher Nolan, pode até ser bem recente mas se encaixa perfeitamente dentro do que considero como uma "trilha marcante". O compositor, que em vários trabalhos em blockbusters, tende a soar repetitivo, tem experimentado novos sons, se renovado e criado experiências bem interessantes.

Nos últimos anos sua parceria com Nolan rendeu a espetacular trilha sonora de Batman - O Cavaleiro das Trevas (composta em conjunto com James Newton Howard) e atuando como compositor do Sherlock Holmes de Guy Ritchie, criou um tema tão divertido quanto o longa, cuja sonoridade incomum adicionou ainda mais identidade à adaptação que reinventa um dos mais populares personagem literários de todos os tempos.

Mas foi mesmo em A Origem que Zimmer colocou toda sua criatividade e talento à prova. Usando acordes da música Non, Je Ne Regrette Rien, imortalizada pela voz de Edith Piaf, criou uma trilha impossível de ser separada do filme, já que é fundamental para a marcação do tempo, se tornando mais que um elemento da narrativa, quase um elemento da trama.

O trabalho do compositor pode ser conferido abaixo em uma apresentação com orquestra que ocorreu na premiere do filme. São 20 minutos de concerto destacando os melhores momentos da trilha.


Continua...
 
Copyright (c) 2010 Blogger templates by Bloggermint