Confira novas imagens de Hellboy 2

 

Para correr atrás do prejuízo, a campanha de marketing do filme dirigido por Guilermo Del Toro vai ter que ser pesada. Afinal, Hellboy 2 estréia uma semana antes de The Dark Knight no ano que vem.

Pra começar a divulgação cedo, a Universal liberou tres imagens do filme, além de ter confirmado o trailer para amanhã. AMANHÃ??? É! Fique ligado aqui no Re-Enter ;)

Confira as fotos que mostram um novo personagem, o psíquico constituido de ectoplasma Johann Kraus.

Continua...

Bond22 terá 3 vilões?

 

Depois de contratar o francês Mathieu Almaric e o suíço Anatole Taubman, parace que a produção do novo 007 trouxe mais um vilão a bordo. Segundo o jornal mexico El Diario, o ator Joaquin Cosio disse ter conseguido um papel na produção. Ele seria um general sul-americano (típico...) chamado General Medrano.

Para mais informações confira no site Commander Bond, a matéria completa.

Será que vai ser mais um general com cara de Fidel Castro? Espero que essa retomada da série de Bond no cinema não fique trabalhando com esses estereótipos toscos...

Bond22, ainda sem título definido, estréia em novembro de 2008.

Continua...

John Connor não será principal personagem de T4

 

O site Cloud trouxe alguns detalhes interessantes sobre a trama de Terminator Salvation: The Future Begins, quarto filme da franquia iniciada por James Cameron nos anos 80.

Como o site se baseia em diversas fontes ditas como confiáveis, não há certeza nas afirmações, porém devem ser vistas com interesse pelos fãs da cinessérie.

A primera coisa que o site desmistifica é John Connor. O líder humano contra a dominação das máquinas não será o personagem principal desta vez, mesmo tendo um nome de certo reconhecimento para interpretá-lo. Christian Bale já foi confirmado no papel, lembram-se?

Aparentemente, Connor terá uma participação pequena no primeiro filme da nova trilogia e só terá mais tempo de tela nos outros dois. Terminator Salvation: The Future Begins terá foco em um novo personagem, alguém chamado Marcus.

Marcus despertará 15 anos depois do holocausto nuclear do final de O Exterminador do futuro 3: A rebelião das máquinas - o que deve situar o filme por volta de 2015. E o que ele acha nesse mundo é envenenamento radioativo, fome e guerras incessantes - e também John Connor, que tenta liderar a humanidade em direção a uma nova sociedade. O personagem, que o site descreve como "durão feito o Riddick", deve aparecer nos três filmes e terá companhia, uma mulher chamada Blair, piloto da resistência.

Os produtores querem um filme de ação enlouquecedora - embates com os clássicos T-800 são mencionados -, mas sem esquecer a trama. A comparação que todos fazem é Matrix.

As informações vão ao encontro de recentes depoimentos dos produtores da série: "O outro personagem principal é novo na série. Se ele é inimigo ou não é um conceito questionável. Isso não está necessariamente resolvido. Como estamos em um momento diferente dentro da linha do tempo da mitologia, introduzimos uma variedade nova de circunstâncias e personagens".

O roteiro é de Michael Ferris e John Brancato, dupla que assinou O Exterminador do futuro 3: A rebelião das máquinas. A Warner Brothers distribuirá o filme nos EUA. Nos demais territórios, a exemplo do que já ocorreu com A Rebelião da Máquinas, o lançamento deve ficar nas mãos da Sony Pictures. As filmagens começam no dia 15 de março na Austrália ou em Budapeste com um orçamento acima dos 150 milhões.

A data de estréia continua fixada em 2009.

Tá, pode até ser que as idéias sejam boas, mas fazer um filme de ação "enlouquecedora" comparado a Matrix tendo McG como diretor? Tá de brincadeira, né? Se fosse um videoclipe eu nem falava nada...

Continua...

Chow Yun-Fat entra pro elenco de Dragon Ball

 

Pelo menos é o que diz o Hollywood Reporter. O ator preferido de John Woo irá interpretar o Mestre Roshi, mentor de Goku, que o ajuda a alcançar os mais altos níveis de luta e de poderes espirituais.

Dragon Ball Z está sendo rodado no México e tem estréia prevista para 15 de agosto de 2008. O elenco ainda conta com Justin Chatwin, James Marsters, Emmy Rossum e Jamie Chung. A direção ficou a cargo de James Wong.

Continua...

Veja novo clipe do vocalista do Depeche Mode

 

Dave Gahan está fazendo o que sabe fazer melhor. Confira o clipe para o segundo single de seu album solo "Hourglass". A música é "Saw Something";

Continua...

Confira entrevista de Tim Burton divulgando Sweeney Todd

 

Fonte: Hollywood Watch

Tim Burton espera que todos tenham um Natal diferente.
E, para assegurar que assim seja, o diretor de "Beetlejuice - Os Fantasmas se Divertem" (1988), "Batman" (1989), "Edward Mãos de Tesoura" (1990), "A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça" (1999) e "A Fantástica Fábrica de Chocolate" (2005) está entregando um presente especial aos cinéfilos: uma versão para o cinema, cheia de sangue e proibida para menores, do famoso musical de Stephen Sondheim, "Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet" (Sweeney Todd: The Demon Barber of Fleet Street).
O ator favorito de Burton, Johnny Depp, interpreta o personagem-título, um barbeiro em busca de vingança que retorna para casa, a Londres do século 19, após anos preso injustamente e que usa suas amadas navalhas para matar seus inimigos, homens cujos corpos se tornam o principal ingrediente das perigosamente deliciosas tortas de carne feitas por sua senhoria, a sra. Lovett (Helena Bonham Carter).
"É sempre divertido fazer algo que não pode ser comparado a nenhuma outra coisa", diz Burton. "Quando começamos a filmar, as pessoas perguntavam, 'Que tipo de musical é?', e eu não tinha como responder. Isso torna tudo mais divertido, não ter uma referência e se sentir em um território diferente."
"A Dreamworks também sabia disso", ele diz. "E isso é bom. O estúdio conhecia o espetáculo e sabia como seria o filme. Nunca houve qualquer conversa sobre não fazer um filme com a classificação R (classificação americana que proíbe menores de 17 anos de entrarem desacompanhados de pai ou responsável). Nunca houve qualquer conversa sobre abrandá-lo. Na primeira reunião que fizemos nós conversamos sobre o sangue. Eu assisti outras produções onde eles reduziram o sangue e tentaram ser mais politicamente corretos, e as produções sofreram com isso."
"As raízes de 'Sweeney Todd' estão na tradição do Grand Guignol, que é melodramática, com exagero de sangue, todo esse tipo de coisa. Não é certo tentar ser politicamente correto com algo assim."
Poucos poderiam negar que Burton é o diretor ideal para capturar "Sweeney Todd" em filme. O lançamento de 21 de dezembro nos Estados Unidos está na praia dele em termos de tom, estilo, direção de arte e humor. De forma apropriada, Burton aparece para a entrevista em um hotel de Londres parecendo um louco, vestido todo de preto, exibindo uma cabeleira desgrenhada e um sorriso sardônico. Seu nariz estava avermelhado por causa de uma gripe e dois dedos torcidos estavam envoltos em bandagem que implorava para ser trocada.
Burton, 49 anos, mora no norte de Londres, na casa vizinha à de sua companheira de longa data, Helena Bonham Carter, e do filho deles, Billy Ray. Uma segunda criança acaba de nascer.
Sim, o cineasta mais estranho de Hollywood tornou-se papai de novo, mas não espere que ele comece a fazer filmes do dinossauro "Barney".
"Algumas pessoas provavelmente esperam que eu faça apenas filmes para crianças", diz Burton, "e não acho que 'Sweeney Todd' seja um filme para criança. Eu não acho que realmente me afete em termos do que faço. Apesar de que, se tiver que ir para alguma terra distante por seis meses ou um ano, isso poderia afetar mais as minhas decisões agora".
"Isso me afeta pessoalmente, emocionalmente, porque é algo incrível. Enxergar novamente por aqueles olhos, ver a vida de forma fresca e nova, só é de ajuda para você como artista. Isso reenergiza a forma como você vê as coisas, o que é ótimo."
Não que Burton necessite se reenergizar ou de um lembrete do valor do novo. Mais de vinte anos de uma carreira que teve início com "A Grande Aventura de Pee-Wee" (1985), Burton continua experimentando com novas formas e novos assuntos. "Sweeney Todd" é seu primeiro musical.
"Obviamente eu nunca fiz algo assim", diz Burton. "As pessoas disseram: 'Vai ser bastante restritivo com toda a música', mas eu, o elenco e a equipe consideramos bastante libertador. A sensação era de que estávamos fazendo um filme mudo com música. Os atores se moviam de forma diferente. Foi divertido. Todo mundo estava na mesma zona."
"Foi bastante empolgante. Parecia algo novo para mim e eu adoro tal sensação."
Depp já tocou em bandas e ocasionalmente fez vocais de apoio, mas ele não sabia se daria conta de interpretar as composições exigentes de Sondheim. Ele decidiu gravar "My Friends" por conta própria. Quando um colega lhe disse que a música tinha ficado boa, Depp disse a Burton que podia contar com ele.
"Quando ele disse que achava que daria conta, eu apenas confiei que ele conseguiria", diz Burton. "Eu nunca tinha ouvido ele cantar. Eu apenas o conheço bem o bastante para saber que não teria dito sim se não fosse capaz. Mas eu não sabia quão bom ficaria."
Quanto ao sangue, há toneladas dele. Galões e galões dele jorram dos pescoços das pessoas ao longo do filme e é horrível. Mas Burton se refreia levemente no quesito hemoglobina: é sangue cenográfico bastante vermelho que parece mais surreal do que real.
"Eu voltei ao velho sangue da (produtora inglesa) Hammer", diz Burton. "Eu cresci assistindo aos filmes de horror da Hammer, que usavam sangue bem vermelho. Ele tinha uma certa vibração."
"O motivo para ter tamanha quantidade de sangue e aquela cor é que esses personagens, especialmente Sweeney, são tão rígidos e contidos. Nós tínhamos menos cor e dessaturado especificamente tudo mais, mas o sangue, ele significava mais uma espécie de liberação. É como uma emoção bem vermelha. E é o que também me lembro da peça."
"Logo, era essa a minha intenção, uma combinação de teatro e Hammer."
Por falar em teatro, apesar de Burton naturalmente querer que o público e a crítica compartilhem seu entusiasmo por "Sweeney Todd", o que contou mais para ele foi a análise de um crítico em particular: Sondheim.
"Eu estava tão nervoso quando mostrei o filme para ele", lembra Burton, rindo. "Eu nunca fiquei tão nervoso. Eu e o editor de música, nós fomos até o pub esperar por ele, para ter a resposta. E ele foi ótimo."
"Honestamente, eu acho que nunca fiquei tão nervoso mostrando algo para alguém", diz o cineasta. "Mas ele realmente deu bastante apoio. Eu não tinha idéia do que ele acharia, mas ele pareceu realmente ter gostado."
Burton já tem seus dois próximos filmes agendados e são temas tipicamente atípicos do diretor: ele produzirá e dirigirá uma versão híbrida com atores e animação de "Alice no País das Maravilhas", de Lewis Carroll, e depois produzirá e dirigirá o filme de animação stop-motion "Frankenweenie", um longa-metragem baseado em seu curta de 1984, sobre um menino que reanima seu cachorro morto.
Apenas mais um dia de trabalho para um dos últimos de uma raça em extinção em Hollywood: um cineasta que faz seus filmes ao seu modo, por mais estranhos que sejam.
"Graças a Deus a indústria cinematográfica é maluca", diz Burton. "São todos um bando de sociopatas. É um pouco de sorte. Não é uma ciência exata. Se você tiver sorte de ter um certo número de sucessos, isto lhe assegura um pouco de tempo e liberdade. Isto muda um pouco as coisas. Mas eu sempre tentei ser responsável com meus orçamentos e dar o melhor de mim."
"Você se sente um pouco como um tubarão, se movendo abaixo do radar e apenas seguindo em frente."

Continua...

Van Helsing que se cuide! Garotos Perdidos 2 cria novas maneiras de se matar um vampiro

 

A continuação do clássico oitentista ganhou uma nova imagem, divulgada pelo site ShockTillYouDrop. Confira ao lado Corey Feldman atirando com sua arma de bexigas de água benta. Quê? É isso mesmo! Imaginação fértil a desses caçadores de vampiros, não?

Shaun Sipos, Kyle Cassie e Merwin Mondesir serão alguns dos vampiros surfistas do filme, ambientado na Califórnia. Feldman volta ao papel de Edgar Frog. Jamison Newlander também retorna, como Alan Frog. Os irmãos Frog continuam caçando vampiros, só que desta vez o vilão não será Kiefer Sutherland. No seu lugar, a WB contratou o meio-irmão do ator, Angus Sutherland. Autumn Reeser (The O.C.) e Tad Hilgenbrink também estão no elenco.

O filme sai direto em DVD no ano que vem.

Continua...

Veja imagens conceituais da adaptação de G-Force

 

Parece que as versões de animês para o mercado norte-americano estão entrando na moda. Existem filmes que já nascem toscos, como mostram as primeiras imagens de Dragon Ball Z e alguns que acertam a mão. A adaptação de Gatchaman, no Brasil conhecido como G-Force, parece fazer parte da segunda opção.

O site IESB divulgou três novas imagens conceituais da animação em longa-metragem, atualmente em produção pelo Imagi Studios, o mesmo do recente Tartarugas Ninja - O Retorno.

O filme mostra a Terra ameaçada no futuro por uma horda de robôs comandados por Zoltar. O vilão pretende dominar a raça humana e saquear os recursos naturais do nosso planeta para salvar seu mundo agonizante. As esperanças da humanidade concentram-se em Mark, Jason, Princesa, Tiny e Keyop: os cinco membros do esquadrão especial G-FORCE, que se transformam em super-humanos, equipados com armas e veículos especiais.

Confira.

 
A estréia está marcada para 2009.
Continua...
 
Copyright (c) 2010 Blogger templates by Bloggermint